expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>
text-shadow:

domingo, 11 de setembro de 2016

Chapada dos Guimarães

Paredões  alaranjados que são as marcas registradas da Chapada dos Guimarães e dão as boas vindas aos turistas que aportam na cidade, há apenas 69 km da capital Cuiabá. A Chapada oferece muitas opções de passeios, mas como só tínhamos duas noites optamos pelo roteiro mais simples. 





Estamos voltando de Roraima e somando muitos dias intensos de estrada, nosso roteiro contemplava a Chapada dos Guimarães. Foi uma excelente opção para recarregar as baterias e continuar nossa viagem de volta pra casa, pois ainda tinham algumas capitais para serem visitadas e fotografadas.

Nosso roteiro começou pelo Mirante Alto do Céu e o restaurante estava fechado, era uma segunda-feira e seguimos por uma trilha simples (sem guia) até chegar no topo do mirante que é o ponto mais alto da Chapada e dá para ver a cidade de Cuiabá.

Sol quente e muito calor, fomos nos refrescar nas cachoeiras. Trilha rápida e de fácil acesso, banho delicioso na Cachoeira dos Namorados e na Cachoeirinha e por ser inicio de semana tinha apenas umas cinco pessoas. Borboletas por todos os lados, águas geladas e cristalinas e muita beleza.

Dentro da mesma trilha, seguimos até o cartão postal da Chapada, a cachoeira do Véu da Noiva. São 86 metros de queda com vista espetacular de um mirante lindos sobrevoos de araras.

Finalizamos no Mirante do Centro Geodésico e o céu claro nos proporcionou um visual deslumbrante. O mirante é considerado o Centro Geodésico da América do Sul, distando 1.600 km do Oceano Pacífico e do Oceano Atlântico..

A praça principal da cidade, em meio ao centro histórico, abriga a singela igrejinha barroca linda, em tons de azul e branco. Nos arredores da praça ficam bares, restaurantes, lanchonetes e lojas de artesanato, que ocupam o casario colorido.

Foi uma excelente opção para nós que já estávamos há mais de trinta dias na estrada, trocamos as pilhas do corpo e da alma!




Cachoeirinha

Cachoeira do Véu da Noiva



Mirante do Centro Geodésico

Centro da Chapada

Igreja Nossa Senhora de Santana do Sacramento


Pracinha da Chapada e ao fundo, as casinhas coloridas.






Makenna e Dyxklay Figueiredo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário