expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>
text-shadow:

segunda-feira, 16 de maio de 2016

A estonteante Serra do Rio do Rastro

Saindo de Floripa numa manhã com sol, nosso destino era subir a Serra do Rio do Rastro. O trecho ultra-sinuoso da SC-438 que segundo a literatura tem 284 curvas, fica entre Lauro Müller e Bom Jardim da Serra.




A estrada tem 16km de asfalto e 7km de concreto, tornando a subida (ou descida) ainda mais aventureira. Subidas íngrimes e curvas a 180 graus. Local onde se reconhece perfeitamente a ação de um designer inteligente que molda artisticamente a sua criação. Impossível não reconhecer a existência do Criador e criatura compondo harmonicamente um caminho de acesso a ambos.

A estrada é belíssima por ser dentro de um cânion que liga a serra ao litoral do estado. Possui matas e cachoeiras. Em alguns pontos a água chega a escorrer pelo asfalto. Faltam palavras e o fôlego é suspenso por pura emoção.

Atenção: o tráfego é intenso com caminhões e ônibus e em alguns pontos não passam dois veículos ao mesmo tempo, é preciso esperar o outro manobrar para então fazer a curva. E mais, para os aventureiros ciclistas, a estrada oferece pouco ou nenhuma segurança por ser muito estreita, sem acostamento.

Chegamos ao topo com muita neblina e cerração e fomos procurar hotel em Bom Jardim da Serra. Ficamos hospedados numa pousada confortável, bem no centro da cidade.

No dia seguinte acordamos cedo e fomos até o mirante e os quatis curiosos nos recepcionam logo ao descer do carro. Não tenham medo, eles são inofensivos. É possível alimenta-los


Fazia sol e ficamos encantados com o deslumbre lá de cima: a serra é linda e valeu muito a pena chegar até ela. Numa próxima oportunidade queremos descer.














Makenna Figueiredo.

Um comentário:

  1. Parabéns pela matéria!! Os detalhes nela descritos proporcionam ao leitor ter o exato conhecimento de lugares como este sem sair de casa!!!

    ResponderExcluir