expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>
text-shadow:

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Chapada das Mesas: Encanto Azul, Poço Azul e Cachoeira de Santa Bárbara

A Chapada das Mesas faz parte de uma área de proteção ambiental, no Parque Nacional da Chapada das Mesas. Quem curte a natureza e ecoturismo, a região é um prato cheio.



A cidade base para conhecer a Chapada das Mesas é Carolina. Localizada no Sul do Maranhão, pequenina, ainda dispõe de pouca estrutura, mas muito aconchegante e segura.

Estávamos vindo de Palmas e foram cerca de 500 km até Carolina. E estrada estava muito boa (BR 153, Belém/Brasília), mas quando pegamos a rodovia estadual a coisa ficou feia. Muitos buracos grandes pelo caminho. Seguimos nesse trecho bem ruim até Filadélfia que faz divisa com o Maranhão e atravessamos uma balsa (R$ 22,25) sobre o Rio Tocantins e em cerca de 20 minutos chegamos em Carolina.

Nosso segundo melhor amigo em viagens é o Tripadvisor e como sempre fazemos, seguimos a indicação dele para hospedagem. Ficamos na Pousada dos Candeeiros que é número 1 em indicações. A pousada é simples, rústica e aconchegante, com um café da manhã farto.

Contratamos os passeios que fizemos com a agência Torre da Lua que fica em frente a pousada, que pertence Cíntia que é filha dos donos da pousada. Para fazer os passeios, teríamos duas opções: ir em nosso próprio carro ou ir no carro da agência Optamos em ir no Troller, seguindo o roteiro deles, pois segundo informações tem muitos labirintos e poderíamos ficar perdidos mesmo com o nosso GPS bruxo. Pagamos R$ 150 pela diária do passeio.






Seguimos 100 km de asfalto até o município de Riachão onde está localizado o Parque Santa Bárbara e depois mais 37 km de estrada de terra até onde ficam as instalações do parque. Dá para fazer esse trecho tranquilamente em veículos comuns.  Pagamos R$ 30 por pessoa para ter acesso, o mesmo tem uma boa infraestrutura com vestiários e restaurantes.

Encanto Azul: São 6 km de estrada de terra muito fofa e esse trajeto só é possível fazer em um veículo 4x4. O acesso passa por uma trilha com pedras e depois uma escadaria de madeira com APENAS 147 degraus. E ao chegarmos no poço que é realmente azul! São vários tons de azul, uma piscina natural de águas transparentes cristalinas, que brotam das rochas dos paredões avermelhados.









Depois de desfrutar de um banho maravilhoso no Encanto Azul, é hora de colocar as perninhas para trincar e subir a escadaria de volta para o restaurante do parque onde almoçamos. (Só para não esquecer, são 147 degraus, tá?)





Poço Azul: saímos do restaurante e seguimos por um trilha suspensa sobre uma passarela de madeira, passando por outras cascatas bem menores. O Poço Azul encanta desde o primeiro visual, enquanto estamos descendo a trilha já o admiravámos. A água azul translúcida, linda e convida para um mergulho. O Dyxklay e o casal que conhecemos durante o passeio, a Pryscila e o Raphael deram muitos saltos ornamentais enquanto eu o Max (outro amigo que conhecemos no passeio) fotografamos e filmamos.


Cachoeira Santa Paula




 Com os amigos Priscila e Raphael.

Salto ornamental do Dyxklay e do Raphael

Cachoeira de Santa Bárbara: Parece cenário de filme de tão linda! É a mais alta da Chapada das Mesas, com 70 metros de altura.  Uma formação rochosa exatamente embaixo da queda d'agua que quando observada a partir da última plataforma de visitação, percebe-se nitidamente o corpo de uma mulher, onde pode se observar sua cabeça, ombro esquerdo, tronco e pernas.









E para encerrar nosso dia maravilhoso, cheio de natureza quase que intocada pelo homem, saímos para jantar a margem do Rio Tocantins com os nossos novos amigos, numa noite que certamente ficará em nossa memória para sempre.


Meninos: Kabloc, Rapahel, Dyxklay e Max. 
Meninas: Isa, Priscila, Makenna e Vanessa.






Makenna Correia
Fotos: Dyxklay Figueiredo/ Max Ricardo


Chapada das Mesas: Cachoeira de São Romão e Cachoeira da Prata

4 comentários:

  1. Oi, Muito bom recebê-los ! Voltem sempre ! A Chapada das Mesas tem sempre surpresas boas a revelar ! Boa viagem, que Deus sempre os acompanhem. Fraterno Abraço, Cínthia e equipe Torre da Lua e Pousada dos Candeeiros !

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Que noite maravilhosa, foram relatos de cada encontro que certamente fazem um belíssimo enredo cinematográfico. Ass. Max

    ResponderExcluir