expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>
text-shadow:

sábado, 23 de julho de 2016

Pôr do sol nos Lençóis Maranhenses

São 155 mil héctares e muitos quilômetros de dunas com areias branquinhas, com lagoas de água doce, ora azuis e ora verdes, protegido pelo status de Parque Nacional e sua porta de entrada é o município de Barreirinhas, exploramos um dos cenários mais exuberantes do Brasil.


Vamos começar relatando a viagem Lençóis Maranhenses falando da melhor época para ir conhecer este paraíso. Estava em nosso roteiro desde 2014 mas cancelamos por motivos diversos. Isso só fez com que a minha vontade aumentasse, até por que o Dyxklay já havia ido duas vezes e sempre me falava sobre aquela maravilha. Para evitar transtornos, mesmo que o seu veículo seja 4x4 e o seu GPS o melhor de todos, o ideal é contratar os passeios em alguma das muitas agências que tem na cidade ou um guia particular. Optamos em deixar o Troller no hotel e fazer o passeio nas jardineiras.

Os passeios mais famosos são: 

1) Rota da Lagoa Azul; 
2) Rota Lagoa Bonita; 
3) Rota Beira Rio: Rio Preguiças, Mandacaru, Vassouras, Praia de Caburé e encontro com o oceano; 
4) Vilarejo e praia de Atins; 
5) Sobrevoo sobre os Lençóis; 
6) Santo Amaro;
7) Assistir a revoada dos Guarás no Rio Preguiças

Os Lençóis Maranhenses têm prazo de validade e as lagoas ficam cheias por volta de 5 meses por ano, somente de maio à setembro, que é depois do período das chuvas. Por isso, programar-se bem a viagem nestes meses é ideal, para poder ter este visão maravilhosa, impagável e abençoada de várias lagoas, lado a lado, cheias, reluzentes e cristalinas e na cor azul céu! 

E graças a Deus esse ano choveu naquela região e fomos em junho e encontramos as lagoas lindas. Segundo nosso guia não choveu muito e é possível que em setembro elas já estejam secas. Ou seja, se quiser ir conhecer esse ano ainda, programe-se para ontem e viaje até no máximo em agosto!

A parte boa de não ido naquela ocasião foi o fato de que as lagoas não estavam cheias (era dezembro), estavam todas secas, (exceto a do peixe que é perene).

Naquele dia lindo de sol escaldante do Maranhão, fizemos pela manhã o sobrevoo com Afonso Valporto que vocês podem ler clicando aqui e a tarde contratamos a rota da Lagoa Azul. As famosas jardineiras são veículos 4x4 transportam os turistas, com uns banquinhos em cima nada confortáveis (Toyota Bandeirantes, D20, Hilux, entre outras) . 

O passeio começa atravessando de balsa um trecho estreito sobre o Rio Preguiças e segue pela estrada de areia afora rumo ao paraíso. Num determinado lugar as jardineiras param (até parece estacionamento de tão organizado que é) e começa o sobe e desce dunas (colocando as perninhas para trincar!). 

                           



 

E pasmem! É a imagem da realização de um sonho, a visão do paraíso! Lagoa da Preguiça, Lagoa dos Toyoteiros, Da Paz, Lagoa Esmeraldo e outras lagoas sem nome. O melhor é poder usufruir do passeio completamente, tomar banhos deliciosos em várias lagoas de água azul/verde cristalina e com uma temperatura bem morninha. Uma delicia!









                                                                                            Foto: Max Ricardo


Foto: Max Ricardo


Pausa para respirar enquanto recordo (e estou nesse fio de 6 graus em Teresópolis) e seleciono as fotos… Porque é realmente de tirar o fôlego!!!! 





O grande diferencial deste passeio é que as dunas são mais altas e formam uma paisagem mais ampla com a sensação de infinito. A despedida deste dia lindo foi assistindo o pôr do sol a margem da Lagoa Bonita e em cima da duna mais alta. Lugar que foi desenhado nos mínimos detalhes pelo grande arquiteto do Universo. (para que conhece Jeri e a sua famosa duna do põr do sol, a imagem e sensação são bem parecidas com o que vimos lá).



Resumo do dia: nossa alma precisa de lugares que o homem ainda não modificou! 



Dicas:
- Façam esse passeio a tarde para apreciar o pôr-do-sol nas dunas, o sol está mais ameno do que pela manhã e dá para curtir muito mais.
- Onde contratamos o passeio: Gente, não sabemos o nome da agência. No hotel que ficamos hospedados tinha uma e foi nela que contratamos todos os passeios (Grand Solare Lençóis).
- Quanto custou; R$ 140,00 (duas pessoas)
- Importante: o Parque Nacional não cobra nada pela entrada e a taxa de turismo está incluída no valor dos passeios.


Makenna Figueiredo

Nenhum comentário:

Postar um comentário