expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>
text-shadow:

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Complexo Pedra Caída - Chapada das Mesas

Localizado no Parque Nacional da Chapada das Mesas, a 29 km de Carolina, o Complexo Turístico de Pedra Caída é um empreendimento que reúne resort, parque, cachoeiras, lagos, cânions, trilha, teleférico, tirolesa, esportes radicais e até uma pirâmide.





Tudo funciona com muita organização. Na entrada o visitante paga uma taxa de R$ 25 e que dá direito ao uso da piscina e recebemos um uma pulseira eletrônica que vai acumulando os seus gastos (para no final te dar um susto), pois todas as demais atrações do parque são pagas a parte.

Todos os passeios são guiados por funcionários do complexo, tem lotação máxima e hora marcada,que garantem a organização e segurança dos turistas.

Um dos grandes destaques é Santuário da Pedra Caída (R$ 25). Seu acesso é feito a pé e através de uma passarela de madeira, seguindo por um riacho entre cânions de arenito, com duchas de água mineral que jorram nos paredões e atravessando a piscina natural que a cachoeira forma com água pela cintura entre muitas pedras até chegar a atração principal que é indescritível de tão linda! O espetáculo fica ainda mais bonito quando o sol incide sobre a água e reflete nas paredes. Fantástico!


                                                                   Foto: Max Ricardo





Na volta da cachoeira, seguimos por uma ponte pênsil (é um tipo de ponte suspensa, que é sustentada por sistema de cabos e mastros), ideal para os corajosos de plantão!

                                                                  Foto: Max Ricardo

Nosso segundo passeio foi conduzido novamente por outro guia do complexo, só que dessa vez foi em um veículo 4X4 até a entrada da Cachoeira da Caverna. Descemos por uma ponte de madeira numa espécie de túnel na rocha e logo chegamos ao pequeno lago formado pela cachoeira, que está localizada dentro de uma caverna. Mais um belo lugar para se contemplar.

                                                                Foto: Max Ricardo





                                                                   Foto: Max Ricardo

Distante apenas 3 km, fomos novamente no carro do complexo, está a Cachoeira do Capelão. Fizemos uma pequena caminhada com água no máximo na canela até chegar em sua piscina. O curioso nome da cachoeira é por causa de um casal de macacos capelão que mora por lá. O passeio Caverna +
Capelão custou R$ 40.






Para quem gosta de aventura, o passeio de tirolesa é imperdível é a segunda maior do Brasil (a primeira fica na cidade de Pedra Bela, em São Paulo), com 1400 metros de comprimento e está a 392 metros de altura. A minha intenção de ir ao Pedra Caída era por causa da tirolesa e justo neste dia eu estava com enxaqueca, mesmo depois de ter aliviado com os banhos naturais das cachoeiras, preferi não arriscar. Já o Dyxklay não quis ir.

O complexo tem 12.600 de héctares destinados ao ecoturismo. São 25 cachoeiras, mas só sete são permitidas visitação. Segundo nossos guias, as demais ainda não são acessíveis por serem muitos distantes.

Um dia não é suficiente para fazer todos os passeios. O atendimento no bar da piscina deixou muito a desejar. Não tivemos problemas com super lotação por ser dia de semana, nos finais de semana e alta temporada fica lotado, como em todos os lugares turísticos do mundo.


 Foto: Max Ricardo

                                                                     Foto: Max Ricardo


Nenhum comentário:

Postar um comentário