expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>
text-shadow:

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Um dia em Belém

Nosso objetivo de ir a Belém era apenas dois: uma foto nossa em frente ao Palácio do Governo Estadual e na Prefeitura Municipal, pois faz parte do nosso projeto de visitar as 27 capitais brasileiras e ir a Icoaraci fazer compras em artigos de cerâmica marajoara. Fomos um pouco além disso!





A cidade estava muito suja, havia lixo por todos os lados. Não sentimos segurança em estar ali, com o carro cheio de bagagem. O Dyxklay já conhecia a cidade e o GPS nos mostrava ambos prédios que procurávamos, mas nos colocou em becos esquisitos, cheios de bares e isso nos deixou muito apreensivos. Deixamos o GPS de lado e seguimos pela rua principal da cidade e pedimos informações a dois guardas civis e para nossa sorte, estávamos ao lado das sedes municipais e estaduais. Deixamos o carro ali mesmo e fomos fazer as tais fotos.

Palácio Lauro Sodré - Sede do Governo Estadual do Pará



A minha foto está proibida em ser visualizada por menores de 100 anos, publico apenas a foto do Dyxklay, já que não tinha um ser humano para fazer a nossa foto juntos e usar o tripé não era algo seguro.

Fomos até a Praça Frei Caetano Brandão, que é linda e cheia de flores. Em seus arredores estão os principais pontos turísticos da cidade e o local é bastante seguro, com vários policiais.



Visitamos o Forte do Presépio, com suas muralhas restauradas, a margem da Baía do Guajará, se tem uma bela vista de parte da cidade antiga, do tradicional mercado Ver -o-peso, das Docas e das embarcações que deslizam pelo rio. .Exemplares de canhões que marcaram a época e que  protegeram a baía dos seus invasores . Em seu interior, um museu com diferentes peças indígenas de diferentes épocas e muitos delas são marajoaras. é um marco da cidade e mantém a sua  história da cidade está preservada.












Ao lado do Forte está localizada a Casa das Onze Janelas, um antigo casarão colonial que foi transformado em espaço cultural. o espaço dos fundos é bem agradável, com um belo jardim e vista para a Baía, onde é uma delicia apreciar o pôr-do-sol.. Nos informaram que lá existia um excelente restaurante que foi desativado. 










A Catedral Metropolitana da Sé é linda, em estilo barroco que tanto amo! Toda pintada de branco, as suas torres altas, chamam a atenção por sua simplicidade e seu interior sóbrio. Faz parte da procissão do Círio de Nazaré que acontece todos os anos no mês de outubro.Não estava aberta então só olhamos por fora.




Infelizmente, por causa da hora não era prudente ir ao Mercado Ver-o-peso (era final da tarde) que é um dos mais antigos do Brasil Passamos em frente e percebemos que tinham razão. Não é um ambiente seguro. 



A Estação das Docas possui uma bela vista para a Baía de Guajará é um lugar prefeito para ir com a família e amigos. Oferece um leque de opções ao turista, com muitos barzinhos, restaurantes, sorveteria e lojas de souvenirs, proporcionando ao turista um contato maior com a cultura e da culinária paraense.





Localizada a 20 km do centro de Belém, Orla de Icoaraci merece uma visita para quem gosta de artesanato e é uma boa oportunidade de conhecer e comprar por preços muitos melhores, a cerâmica marajoara, O local é cheio de lojinhas, restaurantes e barzinhos e na ocasião, estava bem policiado. Já era noite então não deu para apreciar a orla.



Existem outros atrativos na região, como a Ilha do Marajó, o passeio de barco pela Baía de Guajará onde acontecem shows de Carimbó e outras danças regionais, as ilhas, as praias, o Mangal das Garças, o Mercado Ver-o-Peso (pela manhã de preferência), o Theatro da Paz são outras opções. Sinceramente, a insegurança da cidade não nos convida a voltar, tanto é que desistimos de ficar mais dias e seguimos viagem. Infelizmente são as condições precárias de segurança que o nosso País enfrenta.

Mais uma capital visitada com sucesso!

Makenna Figueiredo

Nenhum comentário:

Postar um comentário