expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>
text-shadow:

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Domingos Martins

O município capixaba de Domingos Martins está localizado a 25km da capital Vitória e faz parte de um complexo de colonização alemã da região das montanhas (ou serrana) do Espírito Santo.


Nosso objetivo de ir a Domingos Martins faz parte daquele tal projeto de visitar as 27 capitais brasileiras. Um amigo do trabalho do Dyxklay capixaba nos indicou ficarmos hospedados na pequenina cidade alemã e fazer um bate e volta a Vitória. Assim fizemos e adoramos!


Para começar, a cidade tem um lindo pórtico dá as boas vindas aos vistantes, Uma construção alemã bem agradável que já está incorporado na paisagem local, um ícone da cidade. 





Domingos Martins foi colonizada por alemães e o estilo germânico se estende por toda a cidade. Lembra muito Gramado, inclusive por causa do clima. Ao passear a pé, escutamos muitas pessoas falando a língua pomerana, típica da Alemanha. 

A Praça Arthur Gerhardt é um dos seus grandes destaques. Limpa, tranquila, arborizada e com várias atrativos. Abriga a Igreja Luterana, o Monumento ao Imigrante, um chafariz, o relógio de sol, termômetro, muitas casas lindas aos seu redor e um galpão utilizado para uma feirinha de artesanato e produtos agrícolas locais. Tem banheiro público limpo e wifi grátis! Ideal para passeios com crianças e idosos. Estacionamento é um pouco difícil, mas como tudo é bem perto, basta sair procurando nas ruas laterais e depois seguir para a praça a pé.


 Igreja Luterana (a primeira igreja evangélica do Brasil, construída com apenas uma torre)

 Monumento ao Imigrante






O letreiro  #amores❤es é uma das principais atrações da praça e bem concorrido para fotos. 



Para os consumistas de plantão, todos os caminhos levam a simpática Rua do Lazer (Rua João Batista Wernesbach). Por lá estão espalhadas várias lojas de confecções, artesanato e também bons restaurantes.  A rua é limitada apenas para pedestres e a arquitetura alemã a torna ainda mais aconchegante.



 Rua do Lazer







Como mencionei na matéria anterior que você pode ler aqui, eu fiquei doente durante a viagem e os passeios ficaram muito limitados. Domingos tem muitas outras atrações a serem visitadas mas não tivemos condições de fazê-las. Ou seja, não nos faltam motivos para voltar a bela cidadezinha.

Fomos ao Parque Nacional da Pedra Azul e relatarei na próxima matéria.


Abraços!

Makenna Figueiredo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário