expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>
text-shadow:

terça-feira, 17 de abril de 2018

O que fazer em Mendoza?

Se você for para lá, já se considere um viajante de sorte. São várias as experiências para um público amante de bons vinhos, para àqueles que não dispensam uma compra de qualidade, ou também para os que vão à procura de aventuras radicais ou contemplativas.



Chegamos a Mendoza em nosso vigésimo primeiro dia de viagem e depois de uma mudança radical de roteiro. Saímos do Brasil rumo ao Atacama, no Chile e durante nosso percurso, nevou demais e não foi possível atravessar a cordilheira. Existem outras opções, indo pela Bolívia por exemplo, mas a maioria das estradas são de terra e a polícia boliviana é muito corrupta. Não seria legal fazer aquele roteiro sozinhos e o nosso GPS fez o imenso favor de não carregar os mapas e seria um pouco complicado seguir viagem sem eles. 

Mendoza já fazia parte do nosso roteiro e seguimos viagem por outras províncias argentinas até chegar ao oeste da Argentina, aos pés da Cordilheira dos Andes, que vem atraindo cada vez mais a atenção dos brasileiros.

Primeiro dia: Mendoza é uma cidade para viver à céu aberto - Passeie, e passeie muito. Deixe-se levar ao acaso pelas ruas e avenidas e cuidado para não cair nos canais de irrigação – por onde flui a água pura vinda do degelo das montanhas – e faça você mesmo suas descobertas. Nossa sugestão fica para um cappuccino, ou uma taça de vinho acompanhado de uma empanada, num dos muitos bares da aconchegante Paseo Peatonal Sarmiento e seu mar de guarda-sóis coloridos e mesinhas nas calçadas. Como a maioria do país, eles tem horário diferenciado do nosso, a sesta. Aquela cochilada mais longa após o almoço. A maioria das lojas abrem às 9h até às 12h. Fecham durante quatro horas, retornando s 16Hrs e ficando até s 21hrs. Ùma delícia para caminhar pela cidade vazia e fotografar seus cantinhos lindos. Os restaurantes, bares e cafés não fecham nesses horários. 







Segundo dia: Rota do vinho e das oliveiras - Além da qualidade dos vinhos, os arrojados projetos arquitetônicos de algumas das vinícolas. Na Província de Mendoza existem cerca de 1300 vitiviniculturas. Ou seja, as opções são muitas. Citamos a Bodega Dante Robino, uma vinícola familiar com mais de 90 anos de experiência e que produz vinhos e espumantes de primeira qualidade e a vinícola Vistandes, com mais de 30 anos de experiência no mercado, nos permite desfrutas dos vinhos com uma vista privilegiada da Cordilheira dos Andes.








A Botique Olivícola Pasrai cultiva azeitonas de excelente qualidade. O passeio na olivícola é uma verdadeira viagem ao passado, conhecendo as primeiras culturas, e aos dias de hoje, acompanhando a evolução tecnológica, para chegar no excelente produto final, que pode-se degustar ao final do passeio, azeitonas e azeite. A vantagem em viajar de carro é que trouxemos vinhos e azeite sem nos preocupar com o excesso de bagagem, não passando do limite que é de 12 litros por pessoa. (Oww fartura!!!) No site da Receita Federal você pode saber todos os detalhes do que você pode trazer em sua viagem ao exterior. 




O passeio durou 5 horas e fizemos com a agência Andesrmar. A simpatia e as explicações do nosso guia valeram cada centavo. Não vale a pena fazer essa rota de transporte próprio, palavra de um casal que AMA o estilo independente de viajar. Primeiro por causa das degustações e segundo porque as visitas as vinícolas são feitas com agendamento prévio, então só por isso vale muito a pena contratar o passeio.


Terceiro dia: City Tour - Depois de perambular muito a pé pela cidade e entrar em muitas lojas, optamos em fazer um passeio com a Mendoza City Tour  (ônibus rosa, tem outras empresas com outras cores). Fizemos o circuito que percorria o Parque San Martín, Cerro de la Gloria, zona histórica, centro da cidade e centro cívico. Recomendo para as pessoas que querem conhecer um pouco mais sobre Mendoza. 



Esportes - Toda essa região oferece um vasto cardápio de esportes radicais, como montanhismo, trekking, rafting, mountain bike, rapel, expedições 4×4, esqui (no inverno), e o mais famoso: a escalada do Aconcágua (no verão), com seus 6.959 metros de altura. Fomos no inverno e não fizemos os passeios de aventura. Como estávamos há muitos dias viajando, preferimos não fazer nenhum tipo de esporte ou passeio mais radical. Um oportunidade para voltar


Onde ficar em Mendoza -  Estávamos comemorando uma data especial, nada melhor do que um lugar confortável. Depois de um dia batendo perna pela cidade o que mais queremos é um bom banho e uma cama espetacular. E isso o Diplomatic oferece. Suas instalações são as melhores de Mendoza e seu café da manhã ótimo. Funcionários atenciosos e localização muito boa, pois fica próximo a restaurantes, lojas de vinhos e do centro da cidade. Reservando com antecedência se consegue tarifa compatíveis com hotéis inferiores da cidade. Faça sua reserva pelo Booking, nosso site parceiro. 


Havíamos planejando passar mais dias na cidade, para ir a teatros e museus, mas como era início de semana, não havia apresentações. Apesar de já ser inverno ainda não era alta temporada, portanto muitos lugares acabam não oferecendo programações nas segundas e terças. Ficou aquele gostinho de quero mais.

Conhecemos um outro hotel, bem no borburinho, em frente a Plaza Independencia principal e com acesso a um dos principais cassinos da capital provinciana, o Park Hyatt Mendoza Hotel, Casino e Spa. Um cinco estrelas que impressiona desde a sua bela construção.



Ficamos com água na boca! 


Makenna Figueiredo.


Para saber mais sobre Mendoza:

16 comentários:

  1. Estou indo com meu marido para o Chile no mês de junho. Pensei em talvez ficar 2 dias em Mendonza. Você acha que vale a pena? Eu queria tentar conhecer o Aconcágua em um dia e visitar vinícolas em outro...acha que vai ficar muito corrido?
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que fica muito corrido, Gabriela. Vocês pretendem ir de carro ou avião? De carro é uma viagem linda, mas vocês irão perder muito tempo. E o centrinho de Mendoza é muito gostoso para passear, acho que no mínimo três dias para fazer uma tour bem bacana. Espero ter ajudado. Abraços.

      Excluir
  2. eu quero tanto tanto tanto conhecer mendoza, eu fiquei apaixonada com esse centrinho e aguei com a taça de vinho e a empanada! hahhaha... ótimo destino para comemoraçao romantica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não poderíamos ter escolhido um lugar melhor! Abraços, Nicole!

      Excluir
  3. Eu não cheguei a ir em Mendonza... Mas tenho certeza que seeria uma viagem linda. Quando falaram de Bodega...hummm, já meu deu água na boca!rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nós também ficamos com água na boca só em recordar... E é sim, uma viagem linda!

      Excluir
  4. O que você acha sobre os preços de Mendoza? Estou pensando em fazer uma viagem para fazer snowboard e queria um lugar mais em conta, já que costuma ser bem caro. Gosto de Mendoza principalmente pelos vinhos rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho uma cidade bem cara, Jaqueline. Sugiro que vc faça uma pesquisa no Booking antes para ver hotéis. Um casal de amigos ficou no Urbana Suítes, bem próximo do centro também, eles estavam sem carro e passearam bastante a pé. Espero ter ajudado.

      Excluir
  5. Ah, eu quero conhecer Mendonza!! Vou para Buenos Aires agora em maio, será que consigo programar para ir para lá também?! Suas dicas como sempre as melhores!!

    ResponderExcluir
  6. Adorei que vocês fizeram essa viagem de carro!! Que demais! E uma pena que não conseguiram chegar no Atacama! Mas acho legal esse tipo de coisa até! Quando sai tudo do planejado e nos gera a oportunidade de fazer e conhecer coisas que não tínhamos pensado né! Mendonza parece ser encantador! Na verdade não tinha tanto interesse em conhecer mas esse seu post me fez mudar se idéia! Parece demais lá! Qual foi o roteiro completo de carro de vocês ?

    ResponderExcluir
  7. Um dos meus sonhos é escalar o Aconcágua! Deve ser demais! E essa cidade realmente parece ser uma excelente parada! Ela é muito organizada e agradável! Adoro esse tipo de lugar, que podemos dar uma relaxada, passear a pé e conhecer os cafés! Fiquei com bastante vontade de conhecer!!

    ResponderExcluir
  8. Mendoza sempre esteve na minha lista de lugares para conhecer, mas ainda não tive oportunidade! Adorei o seu post principalmente pelas informações sobre os passeios de ecoturismo, que eu adoro! Quando programar a minha viagem com certeza vou pesquisar mais sobre eles!

    ResponderExcluir
  9. Tenho um carinho mais do que especial por Mendoza. Amei a cidade demais! As ruas lindas trespassadas por árvores deixam tudo agradável. Também visitamos a Pasrai, é legal conhecer a produção de oliveiras! Tudo perfeito.

    ResponderExcluir
  10. Até que a neve nas Cordilheiras levou para o casal um otima alternativa de rota. Não conheço Medonza e fiquei boba que tem até ônibus tour na cidade. Eu imagina um lugar bem Turistico para as vinícolas. Quanto tempo você sugere para conhecer bem o lugar?

    ResponderExcluir
  11. Até que a neve nas Cordilheiras levou para o casal um otima alternativa de rota. Não conheço Medonza e fiquei boba que tem até ônibus tour na cidade. Eu imagina um lugar bem Turistico para as vinícolas. Quanto tempo você sugere para conhecer bem o lugar?

    ResponderExcluir
  12. Mendonza tem tanta opção de vinícola que é ótimo encontrar indicações boas. A Dante Robino com certeza vou incluir no meu roteiro, vou olhar esse hotel também, obrigada pelas dicas!

    ResponderExcluir